Ganhando dinheiro com o blog: Vale a pena criar uma página do tipo "Anuncie aqui"?

Conheça uma alternativa para quando chega a hora de se comunicar diretamente com os anunciantes.

Quem procura obter algum retorno financeiro com o seu blog em geral recorre imediatamente a programas de afiliados e outros métodos estruturados de distribuir anúncios e links, como o Google Adsense, o JáCotei, Submarino ou Mercado Livre, entre muitos outros.

A vantagem destes sistemas é que há relativamente poucas barreiras de entrada, e em geral não há grande dificuldade em se cadastrar e começar a exibir os anúncios ou links do programa, mesmo se o seu blog for recém-criado ou dedicado a um nicho minúsculo.

Mas chega um momento em que você pode acabar alcançando um nível de crescimento (ou maturidade) que permita complementar (ou até substituir - parcialmente ou não) os anúncios intermediados destes programas por outros, que você negocia diretamente com o anunciante - e recebe a íntegra do valor que ele pagar. Aí os desafios passam a ser outros: o custo de captação e manutenção dos clientes, a dificuldade em localizá-los, atrair sua atenção e convencê-los, o overhead administrativo (incluindo registros fiscais) necessário, e mais.

Já chegou a hora?

Saber se (ou quando) você já chegou ao ponto de considerar esta alternativa em seu blog depende de cada caso (e seria um bom assunto para um futuro artigo). Mas se você já tomou esta decisão, o blog do John Chow iniciou hoje uma discussão interessante: vale a pena criar uma página específica para oferecer seu espaço de publicidade diretamente aos anunciantes?

Segundo ele, vale a pena sim. E ele vai mais longe: a página não deve ser apenas um convite para os anunciantes entrarem em contato com você, mas sim uma oferta completa, incluindo estatísticas de acesso, opções de formatos, e a sua tabela de preços. Para ele aparentemente vem funcionando bem.

Esta é uma área em que eu posso me manifestar com experiência própria: meu outro blog (o BR-Linux) tem uma página para anunciantes há pelo menos 5 anos, e desde 2004 ela inclui até mesmo a tabela de preços completa. E funciona bem: no momento o site está exibindo comercialmente (em rotation, é claro) anúncios de 11 empresas diferentes. Para ajudar a reduzir a rejeição dos usuários, eu faço questão de complementar estes anúncios com banners de projetos comunitários, exibidos sem custo, e assim todo mundo sai ganhando, como diria Milo Minderbinder.

Publicar a tabela de preços assusta a princípio, porque pode dar a impressão de que os clientes em potencial podem nem mesmo entrar em contato se encontrarem alguém que topa fazer mais barato. E de fato muitos deles irão fazer isso, portanto cabe a você ter uma boa proposta de geração de valor - até mesmo porque sempre haverá alguém que tope publicar um banner pela metade do preço mínimo que você aceitaria cobrar.

Publicar a tabela também dá a oportunidade de que outros ajustem seus preços de modo a ficarem sempre abaixo do seu. Mas este jogo de ajustes faz parte da idéia central dos mercados, e cabe a você encontrar um preço atrativo para o serviço que você oferece, e uma diferenciação em relação a quem cobra menos.

O Efetividade ainda tem *bem* menos leitores do que o seu irmão mais velho BR-Linux (embora a diferença esteja diminuindo a cada mês), mas já conquistou seus 2 primeiros anunciantes diretos. Assim, após ler o artigo do John Chow, acabei me motivando a criar uma página para anunciantes nele também.

Já está no ar, e sob uma licença livre, como o restante do site. Portanto, se você estiver pensando em publicar algo parecido no seu blog, sinta-se à vontade para se inspirar - mesmo que você vá oferecer preços 50% abaixo dos meus ;-) Mas um link como retribuição será sempre bem-vindo!

Comentar

Comentários arquivados